Pular para o conteúdo principal

7 monumentos antiguíssimos localizados no meio de cidades ultramodernas

1. Muro da Cidade de Seul – Coreia do Sul

Chamado em coreano de Hanyangdoseong, este muro foi construído por volta do ano 1300 para proteger a cidade contra invasores – finalidade que durou até o século XIX. Ele era feito de pedra e madeira, com extensão de quase 20 km que circundavam as quatro montanhas que estão no centro de Seul (Baegaksan, Naksan, Namsan e Inwangsan).

2. Muralha romana – Reino Unido

Londres, a capital do Reino Unido, possui cerca de 2 mil anos de história, tendo feito parte do Império Romano no começo da era cristã. Porém, poucas estruturas dessa época ainda permanecem em pé: é o caso de um muro bastante deteriorado que antigamente fazia parte de uma fortificação que circundava toda a cidade.

3. Templo Mayor – México

A Cidade do México é a quinta maior do planeta e está localizada onde ficava Tenothiclan, uma das mais importantes do Império Asteca. Durante a colonização espanhola, boa parte dessa antiga cidade virou ruínas, inclusive o Templo Mayor, construído por volta do ano 1400. Na década de 1980, finalmente ele terminou de ser escavado, revelando um pouco dos antepassados mexicanos.

4. Teatro romano – Jordânia

Amã, a capital da Jordânia, possui 4 milhões de habitantes e é considerada uma das cidades mais modernas e liberais do Oriente Médio. É nela que ficam algumas das ruínas romanas mais impressionantes localizadas fora da Itália, como, por exemplo, um anfiteatro construído no século II.
Na década de 1950, o local passou por uma grande remodelação e restauração, o que gerou muitas críticas por ter usado materiais que não estavam de acordo com a estrutura original. Hoje em dia, durante os meses de julho e agosto, peças ainda são encenadas no local.

5. Cemitério romano – Espanha

Barcelona possui muitas linhas e curvas características do arquiteto Antoni Gaudí, que viveu entre 1852 e 1926. Ela também é uma das cidades mais modernas da Espanha, mas conta com uma história muito mais antiga, tendo registro de povoação humana há pelo menos 7 mil anos! Há 2 mil anos, porém, os registros ficaram mais evidentes, principalmente por conta da ocupação do Império Romano.
Algumas muralhas dessa época ainda permanecem em pé, mas o que mais impressiona é o cemitério erguido por volta do século III, que conta com 70 sepulturas dessa época. Ele fica no meio da praça Vila de Madri, um lugar moderníssimo que manteve as tradições sagradas do passado!

6. Pirâmide Huallamarca – Peru

Em Lima, capital do Peru, é possível visitar o que sobrou da antiga huaca (pirâmide) Huallamarca, construída pelos incas há muitos séculos. Durante a colonização espanhola, o lugar acabou sendo soterrado, voltando aos olhos humanos depois de sua escavação na década de 1950.
A pirâmide está no distrito de San Isidro, que foi ocupado pelo povo Hualla há pelo menos 2 mil anos. Depois disso, vieram os incas e os espanhóis, cada um deixando seu próprio registro. Agora, é possível visitar os poucos objetos antigos restantes e a própria pirâmide em um museu arqueológico que existe por lá.

7. Arène de Lutèce – França

Paris é conhecida pela Torre Eiffel e pelo Arco do Triunfo, mas a capital da França guarda muitas outras histórias ainda mais antigas. Um exemplo é esta arena construída durante o Império Romano e que deve ter servido de palco para lutas de gladiadores, além de outros eventos culturais.
A Arène de Lutèce podia acomodar até 15 mil espectadores. Ela acabou soterrada depois da queda do império, sendo escavada nos anos 1800 e salva da demolição por um grupo de famosos parisienses, incluindo Victor Hugo. Hoje em dia ela virou uma praça, com algumas partes reconstruídas. Mesmo assim, boa parte da arquitetura ainda é de séculos atrás.



Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Analise do quadro Monalisa de Leonardo da Vinci

Lançado o computador pessoal Apple Lisa