Ah!! Vaidade. Guerra da Tríplice Aliança

“Na Guerra da Tríplice Aliança (a Guerra do Paraguai), as ações do líder paraguaio Solano López só podem ser interpretadas como insanas. A guerra inteira se tornou um exercício em estupidez assassina, conduzida em nome de sua obscena vaidade, movida por sua amante (a ex-prostituta irlandesa Eliza Lynch)”, destacam.
Vaidade, desejo de honra e glória e certo ethos machão. As características, abundantes na América do Sul, explicam a profusão de disputas sem sentido na região, mas estão longe de ser exclusividade local. Entre eventos citados no livro – passados da Roma Antiga às Cruzadas, na Alemanha Nazista e na União Soviética –, uma imagem começa a se formar: a do guerreiro estúpido através das eras. Esse tipo se forma, nas palavras de Prince, por uma combinação de “hubris [ambição desmedida] e poder. Eles nunca acreditam que possam estar errados e seus sucessos anteriores os levam a problemas épicos”.

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Analise do quadro Monalisa de Leonardo da Vinci

Lançado o computador pessoal Apple Lisa