CIVILIZAÇÕES PRÉ-COLOMBIANAS - 2

Aldeias sedentárias de cultivo apareceram na mesoamérica em, aproximadamente, 1500 aC. Milho, feijões, abóboras, pimenta e algodão eram os cultivos mais importantes. Estes aldeãos, desde cedo, teceram panos, fizeram cerâmica e praticaram outras habilidades típicas do Neolítico. Aparentemente, tais aldeias eram economicamente auto-suficientes e politicamente autônomas, com uma ordem social igualitária. Mas bastante depressa depois disto, entre, aproximadamente, 1200 e 900 AC, a construção de grandes pirâmides de barro e plataformas, bem como, a escultura em pedra de proporções monumentais, sinalizou mudanças significativas na ordem social e política simples anterior. Primeiramente estas mudanças apareceram na região da costa meridional do Golfo do que é agora o México; as esculturas, em um estilo chamado Olmeca, presumidamente retratam chefes ou governantes. Destas e de outras indicações arqueológicas foi deduzido que se desenvolveu uma sociedade estruturada em classes e politicamente centralizada. Surgiram, subseqüentemente, outras capitais e grandes cidades nas regiões de vizinhas, que também exibiram um estilo artístico semelhante ao Olmeca. Este horizonte Olmeca (i.e., uma difusão cultural contemporânea, em sítios amplamente se espalhados) representou o primeiro clímax, ou “era de unificação" na história das civilizações mesoamericanas.

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Analise do quadro Monalisa de Leonardo da Vinci

Lançado o computador pessoal Apple Lisa