Resumo do Livro: A Arte da guerra

Inteligência, estratégia e competência. Três coisas as quais jamais vou esquecer de praticar após ter lido o livro de Sun Tzu, poderia até chamar de grande obra, porém Sun Tzu não foi autor nem artista, Sun Tzu foi um homem honrado que venceu na vida através da inteligência e estratégia, depois resolveu escrever este livro, que foi adaptado muitas e muitas vezes, afinal, Sun Tzu não era escritor, era sim um grande comandante de guerra.
Sun Tzu foi um guerreiro tão espetacular que era capaz de subjugar o inimigo e prever a vitória, saber que ia vencer antes mesmo de lutar.

O livro A Arte da Guerra da editora Madras, além de contar as façanhas deste incrível ser humano, também traz textos complementares, que citam as aventuras de alguns outros comandantes e reis que viriam a ler e se encantar com o livro de Sun Tzu.
Recomendado a todos que procuram vencer as batalhas diárias da vida (quem não quer?) ou simplesmente aprender um pouco mais de estratégia tática.

Realmente impressionante como uma pessoa pode vencer em quase tudo através de armadilhas, predições, fingir retiradas, quando se é fraco fingir ser forte, quando se é forte fingir ser fraco, ou então fazer com que seu adversário pense que você é um fraco fingindo ser forte quando você realmente é forte, o fato de irritar o inimigo, acabar com suas fontes de inspiração, deixá-lo confuso e por aí vai. São pequenos ensinamentos dentro de um livro de cento e poucas páginas, mas nos fazem refletir de um jeito que às vezes nos sentimos invencíveis, pois é incrível como táticas usadas antes de Cristo pode nos ser útil agora.

Um exemplo de sua utilidade nos dias de hoje é o nosso amigo Luís Felipe Scolari, também conhecido como Felipão, que foi o treinador da nossa seleção brasileira em 2002. Ele confirma que leu o livro e que o ajudou muito a criar novas táticas para o futebol.
Todos nós podemos adaptar essas táticas onde quisermos, seja no trabalho ou no amor. Basta pensar taticamente.
Pense e reflita quantas vezes for necessário antes de agir e, assim como Sun Tzu, nunca pare sua busca por uma estratégia perfeita.

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Analise do quadro Monalisa de Leonardo da Vinci

Lançado o computador pessoal Apple Lisa