Salvador e João Henrique

A situação política do prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, piorou um pouco mais nesta quarta-feira (19/1). Em reunião conjunta dos diretórios estadual e municipal, o PMDB, partido ao qual JH é filiado, decidiu pelo rompimento oficial com o chefe do Executivo Municipal e liberou sua bancada de vereadores para fazer oposição na Câmara Municipal.

Com o rompimento formal, começa agora uma nova disputa entre as partes. O PMDB prometeu que vai pedir o mandato de João Henrique na Justiça. Já o prefeito entrou com um pedido no Tribunal Regional Eleitoral para que seja autorizado a sair da legenda, sob a alegação de que está sendo discriminado e perseguido por membros do partido.  

Enquanto isso, a cidade enfrenta uma grande crise administrativa. Salários de trabalhadores terceirizados de diversas áreas estão atrasados; a prefeitura demitiu mais de três mil vigilantes e os postos do Programa Saúde da Família estão fechados, porque os profissionais estão em greve por melhores condições de trabalho, só para citar alguns problemas enfrentados pela população de soteropolitana.

De Salvador,
Eliane Costa
 

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Lançado o computador pessoal Apple Lisa