Guerras Religiosas na França

As Guerras Religiosas são uma série de oito conflitos iniciados na França em 19 de dezembro de 1562, no qual se enfrentaram católicos e protestantes calvinistas, conhecidos como huguenotes. O desenvolvimento do humanismo durante o Renascimento provocou o surgimento de uma corrente reformista que questionou os princípios tradicionais da religião católica, conforme ensinava a Igreja de Roma. Portanto, o catolicismo tradicional teve a oposição do protestantismo, e isso desencadeou uma terrível guerra civil. As discórdias começaram devido a destruições iconoclastas, cometidas por protestantes, de objetos do ritual romano que os católicos consideravam sagrados: relíquias, Custódias e estátuas de santos. No final do reinado de Enrique II, o conflito se politizou, e após a morte do rei em 1559, os partidos religiosos se organizaram para preparar suas estruturas militares. As guerras se prolongaram até 1598, com a promulgação do Édito de Nantes.

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Analise do quadro Monalisa de Leonardo da Vinci

Lançado o computador pessoal Apple Lisa