Ex-ditador Saddam Hussein morre enforcado

No dia 30 de dezembro de 2006 morria em Bagdá, no Iraque, o ex-ditador Saddam Hussein. Ele foi presidente do Iraque entre 1979 e 2003, ano em que foi deposto do poder por uma coalizão de países liderada pelos Estados Unidos e Reino Unido. A invasão aconteceu por conta da acusação do presidente dos EUA, George W. Bush, de que o líder iraquiano possuía armas de destruição em massa e tinha ligações com a Al-Qaeda.
Nascido na cidade de Tikrit no dia 28 de abril de 1937, Saddam Hussein foi uma das principais lideranças ditatoriais no mundo árabe. No início dos anos 70, ele nacionalizou o petróleo e outras industrias. Com o lucro do petróleo, a economia do Iraque cresceu em um ritmo acelerado. O ex-ditador também colocou os bancos estatais sob seu controle. Ele esteve à frente do poder durante a Guerra Irã-Iraque, de 1980 a 1988. Em 1990, invadiu o Kuwait, no que deu origem à Guerra do Golfo de 1991. Internamente, Saddam também sempre reprimiu com a força os movimentos contrários ao seu governo, mantendo-se assim no poder. Contudo, em 2003, ele não resistiu à invasão dos Estados Unidos e do Reino Unido. O Partido Baath de Saddam foi dissolvido e um governo transitório foi montado para que país adotasse um sistema político democrático. Saddam foi capturado em 13 de dezembro de 2003 e seu julgamento ocorreu no dia 5 de novembro de 2006, quando ele foi considerado culpado pelo assassinato de 148 xiitas iraquianos, em 1982. Como punição, o ex-ditador e foi condenado à morte por enforcamento. A execução aconteceu no dia 30 de dezembro de 2006.

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Analise do quadro Monalisa de Leonardo da Vinci

Lançado o computador pessoal Apple Lisa