Hoje na História - Shrek é lançado nos cinemas

Em 18 de maio de 2001, o incipiente estúdio de animação DreamWorks SKG, fundado pelos pesos-pesados de Hollywood Steven Spielberg, Jeffrey Katzenberg e David Geffen, lança o que será seu filme de maior sucesso até o momento: o longa-metragem animado “Shrek”. Baseado no livro infantil de William Steig, de 1990, “Shrek” foi vividamente re-imaginado pelos animadores da DreamWorks como uma versão subversiva da história clássica “A Bela e a Fera”. Originalmente, o estúdio contratou o comediante Chris Farley para fazer a voz do ogro verde, mas sua morte, em dezembro de 1997, suspendeu o projeto, uma vez que o personagem Shrek tinha sido criado e moldado de acordo com sua voz e personalidade. Depois que Mike Myers topou entrar no projeto, ele deu seu toque ao personagem, incluindo um forte sotaque escocês com o tempero da sua terra nativa, o Canadá.
O filme virou de cabeça para baixo vários clichês sentimentais de contos de fadas, com retratos amigáveis de vilões tradicionais, como ogros e dragões. No mundo de Shrek, o príncipe encantado é um bobo desastrado, enquanto o ogro surge como um herói romântico. Ao lado de Myers, Eddie Murphy pôde improvisar no papel do Burro; Cameron Diaz fez a voz original para a Princesa Fiona; e John Lithgow, o maligno Lord Farquaad. Em uma estratégia de marketing incomum para um filme animado, os grandes nomes do elenco da dublagem original foram divulgados como estrelas do filme, ao contrário dos próprios personagens animados.
A DreamWorks apresentou “Shrek” no Festival de Cannes, sendo a primeira animação a entrar na competição desde 1974. Ele não ganhou prêmios, mas começou a gerar muito interesse. Lançado em maio de 2001, com excelentes críticas, o longa arrecadou 42 milhões de dólares no seu fim de semana de estreia – a maior arrecadação de lançamento da DreamWorks de todos os tempos, desbancando até o blockbuster épico de Ridley Scott, “O Gladiador”. O sucesso de “Shrek” ajudou a estabelecer a DreamWorks como uma grande força em Hollywood, especialmente no campo da animação, no qual despontou como verdadeiro rival para a Walt Disney Pictures. Na cerimônia do Oscar no ano seguinte, “Shrek” bateu “Monstros S.A.”, da Disney, e ganhou o Oscar de Melhor Longa de Animação (o primeiro Oscar da história a ser entregue nesta categoria); e também foi indicado a Melhor Roteiro Adaptado.
Quando o AFI (American Film Institute) lançou sua lista de dez melhores em dez gêneros diferentes em 2008, Shrek ficou em oitavo lugar na lista de animação e foi o único filme fora da Disney a entrar na seleção. Myers, Murphy e Diaz iriam repetir seus papéis nas duas sequências de sucesso lançadas em 2004 e 2007. Em dezembro de 2008, um musical de “Shrek” estreou na Broadway.

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Lançado o computador pessoal Apple Lisa