BAHIA - Hino

Desde 20 de abril de 2010, o Hino da Bahia passou a ser o Hino ao 2 de Julho, em decorrência do decreto n⁰ 11.901 sancionado pelo governador Jacques Wagner. Por este ato, o Hino ao 2 de Julho substituiu o Hino ao Senhor do Bonfim que era, mesmo que não de forma oficial, a música utilizada em ocasiões importantes do estado da Bahia.

Deve-se ressaltar que as duas músicas fazem referência ao evento mais importante da história da Bahia – a Independência do Brasil na Bahia. No Hino ao Senhor do Bonfim, composto durante as comemorações do Centenário da Independência, em 1923, o santo é representado como o protetor dos guerreiros baianos. Durante a guerra, a imagem foi confiscada da Igreja pelos portugueses, sendo reconduzida à Colina Sagrada após a fuga dos mesmos em 2 de julho de 1823.

No que se refere ao Hino ao 2 de Julho, composto por Ladislau dos Santos Titara e José dos Santos Barreto, observa-se que já no título há referência à data em que os portugueses deixaram Salvador definitivamente. Nessa música são relembradas as batalhas mais importantes desse ano de guerra, que ocorreram no Cabrito e em Pirajá. Essa é uma homenagem à luta do povo baiano que, ao contrário do restante do Brasil, teve que pegar em armas para garantir sua liberdade do julgo português.




Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Lançado o computador pessoal Apple Lisa