Ruínas de imóveis que pertencem ao governo viram ponto de drogas


Na Ladeira da Montanha, casarões que pertencem ao governo são invadidos por viciados que utilizam o local para consumir crack


O abandono de casarões antigos no Centro Histórico de Salvador não deixa em risco apenas quem passa perto dos imóveis em péssimo estado de conservação ou quem mora neles — seja proprietário ou invasor. Em muitos prédios, entre eles os que pertencem ao governo da Bahia, as ruínas se transformaram em espaços públicos para o consumo de crack. Sem fiscalização, usuários entram nos imóveis por buracos, como a abertura que chama a atenção de quem passa em frente ao casarão número 19 da Ladeira da Montanha.

A estrutura, que é uma das 111 classificadas pela Defesa Civil de Salvador (Codesal) em 2009 como de altíssimo risco, tem habitantes que denunciam: mesmo abandonado, o local é um dos mais frequentados da rua.

“Eles (os usuários de drogas) entram geralmente à noite para fumar pedra (crack). Ficam aí dentro e só saem quando já está amanhecendo. Já pedi à prefeitura para tapar o buraco e evitar que eles entrem, mas ninguém faz nada”, contou uma moradora da região que não quis se identificar. Ela disse ainda que, por não ter como pagar aluguel, invadiu um dos casarões da Ladeira da Montanha para morar.

Fonte: Anderson Sotero e Bruno Menezes - CORREIO
(anderson.sotero@redebahia.com.br | bruno.menezes@redebahia.com.br)

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO JESUÍTICO (1549 · 1759)

Lançado o computador pessoal Apple Lisa